Horta Comunitária marca ação no Dia do Meio Ambiente

Horta Comunitária marca ação no Dia do Meio Ambiente

Por CREA-RN em 12/07/2018 às 12:49

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi comemorado no Crea-RN com o lançamento do projeto Horta Comunitária que tem como objetivo oferecer hortaliças de boa qualidade e ser um espaço de fortalecimento de laços entre os servidores.

Foram plantadas mudas e sementes de coentro, tomate, manjericão, capim santo, hortelã, entre outras. O espaço foi escolhido e preparado com o auxílio da diretora de marketing, engenheira agrônoma Lindalva Dantas.  

O diretor financeiro do Crea-RN, engenheiro mecânico José Estanislau Moreira Júnior, que representou a presidente Ana Adalgisa na inauguração da horta, comentou que o espaço vai se tornar um ponto de encontro entre os servidores. “Tenho que certeza que a horta vai se tornar um espaço de convivência. Queremos que a horta seja um local de uso mútuo”, afirmou.

Técnico em agropecuária, o superintendente de Administração Financeira,  Claudionaldo Soares da Câmara, falou da importância que é manter uma horta e produzir o próprio alimento. “É uma ideia que deve ser disseminada, pois é importante para o meio e, principalmente, para nós que sabemos de onde aquele alimento veio”, disse.

O colaborador do Crea-RN Wallas Tomaz também aprovou a iniciativa e destacou: “uma horta como essa é uma ideia simples, mas muito relevante para nossa saúde porque teremos a consciência de que aquele alimento é saudável”.

Crea-RN Sustentável

Além da inauguração da Horta Comunitária, a campanha Crea-RN Sustentável idealizada pela Comissão Permanente de Meio Ambiente foi apresentada aos servidores. A ideia da campanha é mostrar a importância da preservação do meio ambiente através de atitudes simples, como apagar a luz, desligar o ar condicionado e computador quando não estiver usando e não deixar a torneira aberta.

O assessor da Comissão de Meio Ambiente, geógrafo André Moura, explicou que foram confeccionados alguns cartazes com o intuito de chamar atenção para que essas atitudes sejam rotina entre os servidores. “São comportamentos que devemos levar para a vida, pois além da consciência ambiental tem a redução de gastos”, disse.