Crea-RN estreita relações com Governo do Estado

Crea-RN estreita relações com Governo do Estado

Por CREA-RN em 10/04/2019 às 11:50

A governadora Fátima Bezerra recebeu a visita de cortesia da presidente do Crea-RN Ana Adalgisa Dias, nesta segunda-feira (18). Acompanhada do vice-presidente Vilmar Pereira Segundo, do conselheiro federal do Confea, Modesto Ferreira dos Santos Filho, e dos membros da diretoria do Conselho, Ana Adalgisa colocou o Conselho Regional à disposição do Governo do Estado, pois além de ter o papel de fiscalizador do exercício profissional, o Crea tem o objetivo de defender a sociedade.


“Viemos para dizer a governadora Fátima que, no que pudermos contribuir para o desenvolvimento do RN, estamos à disposição. Queremos trabalhar pelo bem comum. E vemos que o diálogo é a construção de várias soluções”, ressaltou a presidente Ana Adalgisa Dias que aproveitou a ocasião para parabenizar a governadora pela escolha técnica do secretariado ligado às profissões que integram o Sistema Confea/Crea.

Após ouvir as palavras da presidente Ana Adalgisa, a governadora Fátima Bezerra agradeceu e disse não esperar outra atitude do Conselho. “Tenho respeito e admiração pelo Crea, especialmente pelo papel estratégico que o seu corpo de servidores desempenha diante do desenvolvimento da sociedade e o seu desejo de contribuir para o desenvolvimento do RN. E nesse aspecto o Crea tem muito a cooperar conosco”, destacou a chefe do executivo estadual.


O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Luiz Monteiro, lembrou das ações de Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) feitas em parcerias com o Crea-RN. “Nas FPI’s a gente se antecipa, junto ao Crea, com o intuito de evitar possíveis desastres”, disse o comandante que ouviu da presidente Ana Adalgisa a intenção de firmar novo convênio para realizar fiscalização integrada.

Ainda durante a visita, o conselheiro federal do Confea, Modesto Ferreira dos Santos Filho, solicitou à governadora apoio ao projeto de lei que cria a engenharia como carreira de Estado. Entre outros pontos, o projeto valoriza o engenheiro e a engenharia nacional, além de destacar a luta pelo salário-mínimo profissional.