Crea-RN e outras entidades participam de reunião sobre Plano Diretor

Crea-RN e outras entidades participam de reunião sobre Plano Diretor

Por CREA-RN em 17/10/2019 às 04:37

O prefeito de Natal Álvaro Dias convocou várias entidades como o CREA-RN e OAB, além da classe política e empresarial da cidade para falar sobre a importância da participação de todos os setores nas discussões do Plano Diretor de Natal. “Precisamos da efetiva participação de todos na revisão do plano. Natal é ainda uma cidade horizontal que não cresceu, só perdeu população para as cidades vizinhas. O Plano que existe hoje é restritivo, com muitas exigências descabidas e que tem contribuído para o atraso da cidade do Natal”. 


No Crea-RN uma comissão vem realizando reuniões constantes sobre o assunto. “A comissão do Plano Diretor de Natal no conselho está aprofundando os estudos para contribuir com um plano que garanta a sustentabilidade ambiental, social e econômica”, disse a presidente do Crea, Ana Adalgisa Dias.


Para o coordenador da Comissão, Alessandro Câmara, esse é um momento importante e nós não podemos ficar de fora desse processo. Também participou do encontro o engenheiro ambiental e membro da comissão, o conselheiro Gilbrando Trajano. “Não podemos ficar de fora desse processo. Tendo em vista que a função do Crea-RN é proteger a sociedade, não podemos nos abster do processo de construir uma cidade melhor para o natalense, e isso passa necessariamente pelo Plano Diretor”, disse o conselheiro.


O prefeito Álvaro Dias anunciou que o Poder Executivo vai enviar a proposta do PDN à Câmara Municipal em novembro, adiantando que, se for necessário, vai solicitar uma convocação extraordinária dos vereadores para a apreciação do projeto. “Temos um ordenamento arcaico, pouco atrativo e desconectado da realidade atual. Esse atraso na revisão do Plano Diretor deixou Natal na rabeira de outras cidades, freou o nosso crescimento, afugentou os cidadãos dos nossos bairros centrais e promoveu a perda de arrecadação por parte do Poder Público. Precisamos e vamos mudar esse cenário, construindo uma proposta onde economia e meio ambiente caminhem lado a lado e atingindo o tão almejado desenvolvimento sustentável de que necessitamos”, enfatizou. 


Álvaro agradeceu a presença de todos e disse que essa participação ativa da sociedade na elaboração da proposta de revisão é fundamental para viabilizar um plano em que a cidade saia como vencedora ao final do processo.