Fiscalização do Crea-RN retoma atividades externas

Fiscalização do Crea-RN retoma atividades externas

Por CREA-RN em 25/06/2020 às 07:33 | Atualizado em 29/09/2020 às 02:12

A equipe de fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Norte (Crea-RN) retomou as atividades externas de forma efetiva. Durante mais de 70 dias atuando em home office com fiscalizações indiretas, devido à pandemia do novo Covid-19, a equipe voltou a fiscalização de campo, após atividades como engenharias civil e elétrica terem sido consideradas essenciais no Decreto nº 29.634, de 22 de abril de 2020 e mediante constatação de denúncias reprimidas no sistema.

Para garantir uma retomada ao trabalho mais tranquila para os fiscais e também as pessoas que vão entrar em contato com eles, uma equipe do Conselho elaborou o planejamento de retorno as atividades da fiscalização respeitando os protocolos de segurança da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Ministério da Saúde. “Obedecemos vários critérios, procedimentos e protocolos de segurança bem definidos de forma a resguardar os fiscais e as pessoas que terão contato com eles”, destacou o gerente da Fiscalização, Heulyson Arruda.

O retorno dos profissionais de fiscalização às atividades externas é de extrema importância para garantir que os serviços de engenharia, agronomia e geociências sejam exercidos por profissionais legalmente habilitados, nesse momento em que os serviços das engenharias civil e elétrica foram considerados como essenciais pelo Governo do Estado do RN.

Entre os critérios de segurança estabelecidos pela equipe do Crea-RN, baseados na Anvisa e Ministério da Saúde, estão: uso de Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs), fazer a desinfecção das superfícies dos veículos como volante, maçanetas, freio de mão, entre outros.

A retomada ao trabalho de campo foi aceita pelos fiscais, segundo o gerente Heulyson Arruda. “Eles perceberam que seria feito tudo de forma segura, pois elaboramos o protocolo de segurança baseado em órgãos com respaldo na área de saúde pública”, explicou o gerente de fiscalização do Crea-RN.